Portal do Governo Brasileiro

SaferNet, ONG apoiadora do Pacto Universitário de Educação em Direitos Humanos, lança iniciativa para promover a produção de conteúdo que valorize o respeito e a diversidade

SaferLab

SaferLab: um estímulo para jovens criarem contra-narrativas ao discurso de ódio na web

A disseminação do discurso de ódio na internet tem aumentado de maneira preocupante nos últimos anos. E esse tipo de conteúdo tem sido naturalizado no debate público. Mais de 2 milhões de denúncias envolvendo discurso de ódio na internet foram recebidas pela SaferNet desde 2005 - e quase um terço delas são relacionadas ao crime de racismo. Mas as soluções para esse problema não são simples. Sua superação passa pelo fortalecimento de discursos afirmativos e de narrativas que promovam a diversidade, e não apenas por iniciativas legislativas de criminalização.

Para enfrentar esse desafio a SaferNet Brasil, ONG que trabalha desde 2005 na promoção de direitos humanos na internet, criou, em parceria com Google.org e UNICEF Brasil, o SaferLab. Essa iniciativa é um laboratório de ideias que apoia o protagonismo de jovens na criação de projetos e conteúdos que ajudem a tornar a internet um lugar com mais diálogo e respeito à diversidade. O projeto promoverá formação, mentorias e bolsas de até R$ 12 mil para as melhores ideias que estimulem o diálogo, o respeito e a diversidade. As inscrições estão abertas até 1º de março.

Podem participar grupos de adolescentes e jovens, usuários de Internet, entre 16 e 25 anos; prioritariamente pertencentes aos grupos que costumam ser alvos mais frequentes de discriminação online, como pessoas de origem indígena, afrodescendentes, mulheres e pessoas LGBTI; que se identificam com a causa da diversidade e tem engajamento social; que tem algum talento, habilidade ou querem muito aprender a produzir conteúdo na Internet (redação, ilustração, design, produção audiovisual, programação, inteligência de dados, etc).

SaferLab

As inscrições podem ser feitas no site. Divulguem para seus alunos! É fundamental que o projeto alcance os jovens que estão interessados em produzir e ocupar a rede com suas próprias contra-narrativas. O SaferLab ainda tem material de apoio que pode ser usado por qualquer pessoa, como o guia que ensina como criar uma contra-narrativa, o vídeo em que youtubers jogam o jogo do #chamapraconversa e o próprio baralho do jogo, que propõe desafios para se discutir temas polêmicos e promover conversas na rede.





© Ministério da Educação. Todos os direitos reservados | Desenvolvimento: DTI - MEC - Governo Federal